avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Lugre
Carduelis spinus
Também conhecido pelo nome de pintassilgo verde, o lugre é um fringilídeo extremamente acrobático, pode
muitas vezes ser visto pendurado de cabeça para baixo, enquanto procura alimento nas árvores.
Abundância e calendário
O lugre é um invernante que surge em números muito variáveis de ano para ano: em certos anos (por vezes
chamados “anos de lugres”) a espécie é muito abundante, enquanto que noutros é particularmente escassa.
Surge muitas vezes em bandos numerosos, que podem juntar dezenas ou mesmo centenas de aves.
Frequenta zonas de folhosas, desde parques até matas ripícolas. Observa-se de meados de Outubro a
meados de Abril.
Onde observar

Devido às grandes variações na sua abundância, existe alguma imprevisibilidade quando à sua
ocorrência. Indicam-se alguns locais onde a espécie pode ser vista nos anos de maior
abundância.

Litoral Centro - observa-se na zona de Estarreja-Salreu.

Beira interioro lugre parece ser regular no covão da Ametade (serra da Estrela) e
também, já foi visto na serra da Gardunha e junto à barragem de Santa Luzia.

Lisboa e vale do Tejoa serra da Arrábida, o cabo Espichel (em Novembro) e o paul do
Boquilobo e a cidade de Tomar são alguns dos locais onde o lugre é regular.

Alentejoa zona de Marvão é um bom local para observar este fringilídeo.

Algarveescasso nesta região, aparece por vezes na ria de Alvor.
Identificação
A plumagem é preta e amarela, sendo o bico cónico, característico das aves granívoras. No caso dos
machos, é visível a coroa preta, que se estende até à testa; a fêmea é menos contrastada; ambos os sexos
apresentam na asa uma risca amarela orlada de preto.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites