avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Melro-d'água
Cinclus cinclus
A observação de um melro-d’água a mergulhar ou a “dançar” sobre uma pedra é um dos espectáculos mais
fascinantes que a avifauna portuguesa tem para nos oferecer.
Abundância e calendário
O melro-d’água é pouco comum em Portugal. Distribui-se
principalmente pelas terras altas do norte e do centro, podendo ser
visto na maioria das serras portuguesas. É uma espécie residente,
que pode ser observada nos locais de reprodução durante todo o
ano.
Onde observar

Os melhores locais de observação do melro-d’água são os ribeiros de torrente rápida, sobretudo
em montanha.

Entre Douro e Minhoa serra da Peneda é o local mais favorável à observação desta
espécie.

Trás-os-Montesocorre nas principais serras da região, como a serra do Gerês, a serra
de Montesinho e a serra da Nogueira.

Litoral centro a serra da Lousã e o rio Paiva na zona de Castelo de Paiva deverão ser os
melhores locais para procurar esta espécie.

Beira interiora serra da Estrela é, provavelmente, o melhor local do país para observar
o melro-d’água. Outros locais onde ocorre incluem a zonas de Celorico da Beira e Oliveira
do Hospital.

Alentejo – há alguns anos foi confirmada a sua nidificação na zona de Marvão, mas a
espécie deixou de ser observada no local.
Identificação
Pequeno e rechonchudo, com a cauda curta. A plumagem é predominantemente castanha, saltando à vista
a enorme mancha branca no peito. É o único passeriforme que mergulha. O seu voo é rápido e directo,
como uma seta.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites