avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Pombo-bravo
Columba oenas
Este pombo de “aspecto cinzentão” é pouco comum em Portugal, podendo passar facilmente despercebido
aos observadores menos atentos. Também é conhecido pelo nome "seixa".
Identificação
Do mesmo tamanho que o pombo-das-rochas, com o qual pode facilmente confundir-se, caracteriza-se pela
sua coloração globalmente cinzenta. A contra-asa cinzenta e o uropígio cinzento, bem como as barras alares
pouco marcadas, são as características que permitem identificar esta espécie.

Abundância e calendário
Pouco frequente em Portugal, o pombo-bravo é principalmente invernante, com excepção do nordeste, onde
nidifica. Em certos locais do litoral sul parece haver uma maior frequência de ocorrência no Outono,
sugerindo a presença de aves em passagem. A sua abundância varia bastante de ano para ano,
observando-se por vezes bandos de algumas dezenas ou mesmo centenas de indivíduos. Por vezes estes
pombos associam-se aos enormes bandos de
pombos-torcazes invernantes.
Onde observar

Na Primavera o pombo-bravo pode ser visto com regularidade no nordeste; no Inverno aparece
no resto do território, mas pode ser bastante mais difícil de encontrar.

Trás-os-Montesé a principal zona de reprodução deste pombo, que pode ser visto nas
serras da Coroa e de Montesinho.

Lisboa e Vale do Tejojá foi visto no estuário do Tejo (montados de Pancas) e no cabo
Espichel, sobretudo durante o mês de Novembro, tratando-se possivelmente de aves em
passagem.

Alentejoexistem registos dispersos de pombos-bravos um pouco por toda a região,
mas a parte mais oriental parece ser a mais favorável à sua observação, nomeadamente
a zona de Moura.

Algarveraro nesta região, existem alguns registos de aves em passagem outonal no
cabo de São Vicente.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites