avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Corvo
Corvus corax
O corvo é uma das espécies mais acrobáticas da nossa avifauna, sendo essa característica visível nos
fantásticos voos que efectua.
Identificação
Grande ave de cor negra, que à primeira vista pode levar o observador a pensar tratar-se de uma ave de
rapina. Distingue-se da
gralha-preta pelo facto de planar frequentemente, voando em círculos, e também
pela cauda longa e cuneiforme. A sua vocalização (“kro-kro”) confirma a sua identificação.
Onde observar

As zonas remotas do interior são certamente as melhores para procurar esta espécie.

Entre Douro e Minho – escasso na região.

Trás-os-Montes – o Douro internacional é uma zona onde o corvo ocorre com
regularidade, podendo a espécie ser vista na zona da Miranda do Douro.

Litoral centroo principal núcleo de ocorrência situa-se na serra dos Candeeiros.

Beira interior – na Beira Alta pode ser visto junto à fronteira, por exemplo na região do
Sabugal, em Celorico da Beira e, ocasionalmente, na serra da Estrela; também aparece
na zona de Aguiar da Beira e na vizinha albufeira de Vilar; na Beira Baixa, destaca-se o
Tejo Internacional como sendo um dos melhores locais para ver este corvídeo, que
também aparece na serra da Gardunha.

Lisboa e Vale do Tejomuito escasso nesta zona, observa-se muito esporadicamente na
Ericeira, na serra de Montejunto e no cabo Espichel.

Alentejoo Alentejo é, ainda hoje, uma das melhores regiões para procurar o corvo, que
pode ser visto nas zonas de Nisa, Castelo de Vide, Alter do Chão, Évora, Barrancos ou
Castro Verde.

Algarve raro na região, o local onde é visto com mais regularidade é o cabo de São
Vicente.
Abundância e calendário
Outrora relativamente comum, o corvo é hoje relativamente
escasso na maior parte do território português, e apesar de ter uma
distribuição ampla ocorre geralmente em densidades muito baixas,
raramente se vendo mais de dois ou três indivíduos juntos.
Frequenta sobretudo zonas pouco habitadas no interior do país,
apreciando zonas escarpadas e inacessíveis. É uma espécie
residente, podendo ser visto durante todo o ano.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites