avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Rolieiro
Coracias garrulus
O rolieiro é uma das aves mais coloridas da nossa avifauna. Esta ave pousa frequentemente nos cabos
aéreos, deixando-se por isso observar bastante bem. Infelizmente, as suas populações têm vindo a
diminuir, pelo que o contacto com esta espécie se tem tornado mais difícil nos últimos anos.
Abundância e calendário
O rolieiro é uma espécie de zonas abertas sem árvores ou com
árvores dispersas. Apesar da existência de habitat favorável, a sua
área de distribuição parece ter vindo a sofrer uma contracção nos
últimos anos, e por isso é actualmente uma espécie rara em
Portugal, que se distribui apenas por certas zonas do interior
alentejano e da Beira Baixa. Está presente nas zonas de criação
sobretudo de Abril a Agosto. No final do Verão ocorre com alguma
frequência em passagem migratória, sendo então observado em
zonas onde não nidifica, particularmente junto à costa.
Onde observar

O Alentejo é, sem dúvida, a melhor região para observar o rolieiro.

Beira interior –  a campina de Idanha-a-Nova é o único local de ocorrência regular a
norte do Tejo.

Lisboa e Vale do Tejoraro e irregular, aparece por vezes nas lezírias da Ponta da Erva
(estuário do Tejo) na passagem pós-nupcial.

AlentejoA planície de Castro Verde é actualmente o local mais favorável para
observar o rolieiro em Portugal, havendo nesta região uma população de algumas
dezenas de casais. Outras zonas do Alentejo onde a espécie ainda tem sido observada
com alguma regularidade nos últimos anos incluem a região de Mourão e a zona de
Elvas. Conhecem-se ainda observações de rolieiros nas zonas de Alpalhão, Castelo de
Vide, Portalegre e Amareleja, mas nos últimos anos a espécie tem vindo a escassear
nessas áreas.

Algarvenão nidifica na região, mas Durante a passagem migratória outonal, o rolieiro
é observado com regularidade junto ao Cabo de São Vicente e, ocasionalmente, na ria
de Alvor.
Sabe quando chegam
os primeiros rolieiros?
Veja as datas
aqui
Identificação
Os adultos são fáceis de identificar: de tamanho um pouco maior que um pombo, têm a cabeça e o corpo
azuis, sendo o dorso alaranjado. Quando em voo, as penas de voo violetas mostram a totalidade do colorido
desta ave. Os juvenis apresentam as cores mais esbatidas.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites