avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Falcão-da-rainha
Falco eleonorae
Identificação
O falcão-da-rainha ocorre em dois tipos distintos de plumagem: o tipo escuro e o tipo claro, bastante
diferentes entre si. O primeiro caso afigura-se como o mais raro e o mais distinto das restantes espécies,
com os indivíduos totalmente castanho-escuros. A tipologia clara caracteriza-se pela tonalidade
ocre-avermelhado do peito e abdómen, barrado como os restantes falcões, faces e garganta brancas e
dorso escuro. No geral, este falcão é um pouco maior que a
ógea e menor que o falcão-peregrino,
apresentando asas compridas e cauda comprida, proporcionalmente maiores que as restantes espécies
de falcões existentes em Portugal.

Abundância e calendário
Bastante rara, esta ave de rapina ocorre sobretudo no final do Verão e princípio do Outono. As observações
existentes dizem respeito quase exclusivamente ao litoral, muito provavelmente acompanhando a migração
de passeriformes que constituem uma das bases da sua alimentação.  Existem poucos registos na
Primavera, mas estes constituirão observações ocasionais.
Surpreende a visão de um falcão totalmente escuro, como acontece com alguns indivíduos desta espécie
extremamente rara entre nós.
Onde observar

O falcão-da-rainha observa-se sobretudo junto à faixa costeira, durante os períodos de
passagem migratória.

Lisboa e Vale do Tejo raro; existem algumas observações no cabo Espichel, mas este é
um local onde a presença desta ave é meramente ocasional.

Alentejoraro e irregular; existem registos de aves em passagem na lagoa de Santo
André.

Algarveos melhores locais para observar o falcão-da-rainha são a península de Sagres
e o cabo de São Vicente, onde a espécie parece ser regular, embora rara, no final do
Verão e no principio do Outono.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites