avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Torcicolo
Jynx torquilla
Se não fosse o chamamento que emite frequentemente na Primavera, o torcicolo passaria certamente
despercebido. Esta ave singular notabiliza-se pelo seu hábito de girar o pescoço.
Identificação
Pequena ave da família dos pica-paus. A plumagem castanha e cinzenta tem um aspecto críptico, tornando
esta ave difícil de detectar, especialmente quando pousada nos troncos das árvores. O canto característico
que o torcicolo emite na Primavera é o principal meio de detecção desta espécie.

Abundância e calendário
Pouco comum mas não raro, o torcicolo distribui-se de forma esparsa pelo território nacional. Localmente,
como em certas zonas do nordeste, pode ser bastante comum. É uma ave principalmente estival, que está
presente entre nós de Abril a Outubro, embora ocasionalmente se observe no Inverno, no sul do país. Mas é
nos meses de Abril e Maio que o torcicolo é mais fácil de observar, devido à maior actividade vocal nessa
época do ano.
Onde observar

Observa-se de norte a sul do país, geralmente em zonas florestadas com clareiras.

Entre Douro e Minhopouco comum na região, tem sido observado na veiga de São
Simão.

Trás-os-Montestem uma distribuição ampla nesta região; alguns dos locais para a sua
observação são: a serra da Coroa, a serra de Montesinho e a zona de Miranda do Douro.

Litoral centro – pouco comum na região, tem sido registado com regularidade na serra
dos Candeeiros; durante a passagem migratória também aparece na zona de Estarreja.

Beira interioras zonas de Celorico da Beira e Vilar Formoso são alguns dos melhores
locais para observar esta espécie.

Lisboa e Vale do Tejo nesta região os torcicolos observam-se sobretudo durante a
passagem migratória, particularmente no cabo Espichel e na serra da Arrábida.

Alentejo – a serra de Grândola e a região de Barrancos incluem-se entre os locais onde o
torcicolo pode ser visto com regularidade.

Algarvenidifica na serra do Caldeirão, onde pode ser observado durante a Primavera;
na passagem migratória outonal observa-se na ria de Alvor e no cabo de São Vicente.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites