avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Picanço-barreteiro
Lanius senator
Esta espécie marca a Primavera, com o seu conspícuo barrete cor-de-ferrugem, sempre um guardião
empoleirado nas cercas e nas árvores.
Sabe quando chegam os primeiros
picanços-barreteiros?
Veja as datas
aqui
Onde observar

Pode ser visto em quase toda a região a sul do Tejo e por alguns locais do interior norte e centro.

Trás-os-Montesobserva-se nas áreas de influência mediterrânica em Trás-os-Montes,
como a região de Miranda do Douro,

Beira interior os melhores locais para procurar esta espécie são o Tejo Internacional, a
zona de Segura, a região do Sabugal e a zona de Celorico da Beira.

Lisboa e Vale do Tejoo picanço-barreteiro é comum no estuário do Tejo, em especial
na zona de Pancas. Ocorre também na zona de Tomar. Durante a passagem pode ser
visto no cabo Espichel.

Alentejo é no Alentejo que o picanço-barreteiro é mais abundante, sendo fácil encontrá-
lo na zona da Barragem da Póvoa, na zona de Castro Verde, na região de Mértola, nos
montados de sobro da ribeira do Divor e nos montados de azinho junto à albufeira de
Alqueva e no triângulo Moura-Mourão-Barrancos. Também ocorre no estuário do Sado.

Algarve pode ser visto no barrocal algarvio e na Ria de Alvor.
Identificação
Espécie fácil de identificar através do barrete cor-de-ferrugem e da máscara preta, bastante distinguíveis ao
longe, assim como da sua cauda comprida e dos painéis brancos nas asas. Pode ser encontrado com
relativa facilidade empoleirado em postes, cercas, fios, ou no topo de árvores ou arbustos, sendo este um
dos comportamentos mais característicos da espécie.

Abundância e calendário
Este passeriforme é relativamente abundante no nosso território, podendo atingir densidades elevadas em
alguns locais onde encontra habitat adequado, como montados abertos, barrocal e charnecas. Como
nidificante estival, apenas é possível observá-lo entre meados de Março e princípio de Setembro, altura em
que migra para a África subsahariana. Distribui-se por todo o território a sul do Tejo e pelo interior norte.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites