avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Maçarico-de-bico-direito
Limosa limosa
O espectáculo de observar um bando de 30 mil aves a
tornear no ar, como uma onda que alterna entre o castanho
e o branco em contraste com o verde do montado ou o azul
do céu.
Identificação
Limícola de médio porte, acastanhada, de bico comprido e
direito. A barra preta na cauda em contraste com o uropígio
branco e a banda alar branca larga dão-lhe um ar
inconfundível em voo.
A espécie com que mais facilmente se pode confundir é o
fuselo, do qual se diferencia por possuir um porte mais
elegante derivado do pescoço, bico e pernas mais
compridas. No entanto, as características que os
distinguem mais facilmente são a ausência de riscas na
cauda e o branco do uropígio não se prolongar para o
dorso nos maçaricos-de-bico-direito. Na plumagem de
inverno o dorso é mais liso do que o do fuselo, possuindo
este último o bico levemente curvado para cima.

Abundância e calendário
O maçarico-de-bico-direito ocorre em Portugal como
migrador de passagem e invernante. Durante a migração
pré-nupcial, que nesta espécie é precoce ocorrendo nos
meses de Janeiro e Fevereiro, é comum a presença de
mais de 50 mil aves em Portugal, a maioria em arrozais.
No inverno e durante a migração pós-nupcial, que se inicia
em finais de Junho, a espécie é menos comum (5 a 10 mil
aves).
Onde observar

O maçarico-de-bico-direito ocorre predominantemente em zonas húmidas costeiras, como
estuários, salinas e arrozais.

Entre Douro e Minhotem sido registado com regularidade no estuário do Douro,
embora estes avistamentos se resumam a apenas alguns indivíduos. Também já tem
sido observado no estuário do Cávado.

Litoral centroé muito menos abundante na metade norte do território, que na metade
sul, sendo o melhor local nesta região a ria de Aveiro.

Lisboa e Vale do Tejotoda a área do estuário do Tejo alberga as maiores
concentrações desta espécie em Portugal. Pode ser observada, sobretudo no período
entre Julho e Março, destacando-se o Parque do Tejo, a baía do Montijo, o sítio das
Hortas, as salinas do Samouco e de Alverca ou o sapal de Corroios. Também ocorre na
ribeira de Santo Estêvão e nos pauis de Salvaterra e de Muge.

Alentejoo estuário do Sado é o melhor local para a busca desta espécie,
nomeadamente os arrozais do Zambujal e do Monte Novo de Palma. Noutros locais, como
a lagoa dos Patos e a lagoa de Santo André, ocorre com regularidade, embora em baixos
números.

Algarvenesta região, o maçarico-de-bico-direito ocorre sobretudo nas salinas de Tavira,
na ria Formosa, e na reserva de Castro Marim. Por vezes observa-se na lagoa dos
Salgados.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites