avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Pardal-montês
Passer montanus
Este pequeno mas simpático granívoro é uma ave discreta que passa facilmente despercebida, sendo
muitas vezes menosprezado pelo simples facto de ser um pardal.
Identificação
Parece uma versão reduzida do pardal-comum, ao qual se associa frequentemente, podendo formar
bandos mistos. Distingue-se principalmente pelo barrete totalmente castanho e pela mancha preta na face.
O babete preto é menos extenso que o do
pardal-comum.

Abundância e calendário
De uma forma geral o pardal-montês é pouco comum, embora não possa ser considerado raro. Frequenta
principalmente meios rurais, mas pode ocorrer em pequenas aldeias. Constrói os seus ninhos em buracos,
tanto de árvores como de edifícios. É mais comum na metade norte que no sul do país.
Onde observar

As zonas rurais do norte e do centro do território são os melhores locais para procurar este pardal.

Entre Douro e Minhoobserva-se no estuário do Minho.

Trás-os-Montesa serra da Coroa é um dos locais onde este pequeno pardal pode ser
observado.

Litoral centro razoavelmente frequente nas zonas rurais desta região, tem sido
observado com regularidade no estuário do Mondego. Ocorre igualmente nos campos
junto a São Martinho do Porto.

Beira interioras aldeias da região do Sabugal são um bom local para procurar o pardal-
montês, que também ocorre junto à albufeira de Vilar.

Lisboa e vale do Tejo pode ser observado no paul do Boquilobo, onde é razoavelmente
comum; ocorre na zona de Pancas (zona do estuário do Tejo) e em Cheleiros, podendo
também ser visto com regularidade no cabo Espichel durante o mês de Novembro.

Alentejoocorre um pouco por toda a região, mas aparece geralmente em densidades
baixas e pode ser difícil de encontrar; um dos locais onde pode ser visto com relativa
facilidade é a zona de Marvão, bem como a vizinha serra de São Mamede; também tem
sido observado junto ao estuário do Sado.

Algarveé talvez a região onde o pardal-montês é mais escasso, pode ser visto por
exemplo na ria de Alvor.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites