avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Combatente
Philomachus pugnax
O espectáculo de ver dois machos de combatente em luta apenas pode ser visto nas zonas de reprodução,
mas na Primavera surgem por vezes em Portugal alguns machos envergando já a plumagem nupcial.
Identificação
Em plumagem nupcial, esta é uma limícola de aspecto singular: os machos envergam uma enorme coleira
colorida, que pode ser branca, vermelha ou preta. Em plumagem não nupcial, tanto os machos como as
fêmeas são acastanhados, com um padrão malhado no dorso. As penas dorsais estão frequentemente
levantadas, dando às aves um ar “despenteado”. Os machos são consideravelmente maiores que as
fêmeas, sendo a diferença evidente quando se misturam. As patas são esverdeadas ou alaranjadas e o
bico é preto e fino.

Abundância e calendário
O combatente ocorre em Portugal principalmente como migrador de passagem, em trânsito das zonas de
invernada africanas para os territórios de reprodução, situados na Europa Central. A espécie surge por
vezes em números consideráveis, com bandos que podem exceder a centena, sobretudo nos meses de
Março, Abril, Agosto e Setembro. No Inverno é mais irregular, conhecendo-se diversos registos, provenientes
do sul do país.
Onde observar

Embora associado a zonas húmidas costeiras, o combatente observa-se sobretudo em arrozais
e salinas e não tanto nos estuários.

Litoral centropode ser visto na zona do paul da Madriz e nos arrozais de Salreu.

Lisboa e vale do Tejoo estuário do Tejo, particularmente as lezírias da Ponta da Erva e
as salinas da ribeira das Enguias, é um dos melhores locais do território para observar o
combatente.

Alentejoexistem registos regulares no estuário do Sado e na lagoa dos Patos, tanto nas
migrações como no Inverno.

Algarvetal como a maioria das outras limícolas, pode ser vistonas zonas húmidas
costeiras, como a ria de Alvor, a ria Formosa e o sapal de Castro Marim.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
Nesta sequência de 7 imagens podem ver-se combatentes em diferentes plumagens. Na terceira foto nota-se bem a
disparidade de tamanhos entre machos e fêmeas. As últimas duas fotos mostram machos envergando a plumagem nupcial.