avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Escrevedeira-das-neves
Plectrophenax nivalis
Esta pequena ave de tons brancos, oriunda das regiões árcticas, é tão discreta, que pode facilmente passar
despercebida.
Identificação
Ave granívora, da família das escrevedeiras, assemelha-se a estas nas tonalidades e forma. Com bico
grosso e curto, saltam à vista as partes inferiores brancas, e asas também brancas.
A escrevedeira-das-neves apresenta uma diferenciação entre plumagem de Outono e Inverno, mais
acastanhada, e a plumagem de Primavera e Verão, que no macho é totalmente preta e branca. Entre nós,
podemos observar exemplares com do primeiro tipo, geralmente em pequenos bandos mono-específicos
que se alimentam no solo.

Abundância e calendário
Em Portugal esta escrevedeira é rara e tem uma distribuição muito localizada, pode ser observada entre
Outubro e Março. Embora seja uma espécie típica de alta montanha, as aves invernantes que podemos
encontrar no nosso território distribuem-se tanto pelas serras mais altas, como por algumas zonas dunares
junto à costa. Os bandos desta espécie podem facilmente passar despercebidos devido à quantidade de
fringilídeos que ocorrem durante o Inverno no nosso país, e com os quais podem ser confundidos à
distância.
Onde observar

São escassos os registos da escrevedeira-das-neves, não se conhecendo nenhum local onde a
sua presença seja realmente regular.

Entre Douro e Minho – o litoral norte parece ser uma das zonas onde esta espécie é
regular, havendo registos no litoral de Esposende, nas dunas junto à Praia da Apúlia, no
porto de Viana do Castelo e no estuário do Minho; parece haver alguma preferência por
zonas dunares.

Litoral Centro – os registos conhecidos foram efectuados junto à costa, nomeadamente
nas Dunas de São Jacinto, na lagoa de Óbidos, no cabo Carvoeiro e nas Berlengas.

Beira interior – a espécie tem sido vista com alguma frequência nos andares superiores
da serra da Estrela (nomeadamente na zona da Torre).

Lisboa e Vale do Tejo tal como acontece no norte e centro do país, os registos
conhecidos foram efectuados ao longo da faixa costeira, nomeadamente no cabo da
Roca, na serra de Sintra, na costa do Estoril e no cabo Espichel.

Algarvemuito rara e irregular na região, existem alguns registos ao longo da costa,
efectuados nas zonas de Sagres, Lagos, Portimão e Quarteira.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites