avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Mergulhão-de-pescoço-preto
Podiceps nigricollis
Pequena ave aquática da família dos mergulhões, extremamente activa na busca de alimento, quando
executa mergulhos sucessivos, sendo um excelente nadador.
Identificação
É um mergulhão de pequena dimensao, com as partes inferiores brancas, e da nuca ao dorso e cauda,
pretos, e com plumas esbranquiçadas nos flancos. Possui bochechas brancas, e olho vermelho muito
característico e chamativo, isto durante o Inverno. Na Primavera, muda a plumagem para tons mais garridos,
com o corpo em tons acastanhados, e o pescoço e cabeça pretos, donde sobressaem do olho penas
amarelas longas lindíssimas. Bastante activo, pode ser de difícil localização em águas mexidas dos
estuários, devido às suas pequenas dimensões. Idealmente, a sua localização fica facilitada quando
observado de um ponto mais elevado que a linha de água.

Abundância e calendário
Este mergulhão é pouco abundante no nosso país, raramente produzindo bandos de dimensões superiores
a cem exemplares. Ocorre quase exclusivamente como invernante, tendo sido recentemente descoberto um
casal a nidificar no Alto Alentejo. Pode ser encontrado entre Setembro e Março, embora alguns indivíduos
possam permanecer algum tempo mais na Primavera.
Onde observar

Ocorre regularmente em estuários, tanques de salinas, lagoas costeiras, e, por vezes, em
albufeiras do interior, embora mais raramente.

Entre Douro e Minho ocorre regularmente no estuário do Cávado.

Litoral centro pode ser visto em pequenos números na lagoa de Óbidos.

Lisboa e vale do Tejo observa-se nalgumas antigas salinas do estuário do Tejo (por
exemplo nas salinas de Alverca) e, esporadicamente, na lagoa de Albufeira.

Alentejo o estuário do Sado é o melhor local do país para ver este mergulhão, que
frequenta sobretudo a zona do Zambujal e foz da ribeira da Marateca. Ocorre igualmente
na lagoa de Santo André. No interior da região, pode ocorrer em algumas albufeiras, mas
sempre em muito pequeno número.

Algarve ocorre com regularidade no sapal de Castro Marim, na ria Formosa e na lagoa
dos Salgados.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites