avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Alfaiate
Recurvirostra avosetta
A forma de alimentação do alfaiate, que “varre” continuamente os lodos com o seu bico curvo, faz desta
limícola uma das mais curiosas aves aquáticas que podem ser observadas em Portugal.
Identificação
Inconfundível. De grande dimensão, com a sua plumagem preta e branca, o alfaiate é uma limícola que se
identifica à distância. O bico preto é fino e fortemente recurvado para cima. As patas são cinzentas-azuladas.

Abundância e calendário
Portugal acolhe uma parte substancial da população europeia de alfaiates e por isso é um dos poucos
locais do continente onde podem ser vistos alguns milhares de aves desta espécie no mesmo local. O
alfaiate é invernante em Portugal, estando presente sobretudo de Outubro a Março. No sotavento algarvio
existe uma pequena população nidificante.
É uma espécie quase exclusivamente estritamente costeira, que frequenta estuários e salinas.
Ocasionalmente pode ser vista em zonas de água doce no interior do país, mas estes registos envolvem
geralmente um número muito reduzido de aves.
Onde observar

A quase totalidade da população de alfaiates invernantes concentra-se no estuário do Tejo e o
estuário do Sado, sendo relativamente fácil observar a espécie em qualquer um destes locais.

Lisboa e Vale do TejoNo caso do estuário do Tejo, os melhores pontos de observação
são: o sítio das Hortas, perto de Alcochete; o Parque do Tejo, mesmo às portas de Lisboa;
as salinas de Alverca; e o sapal de Corroios, perto de Almada.

Alentejoo estuário do Sado é um dos principais locais de ocorrencia de alfaiates em
Portugal, que podem ser vistos com facilidade nesta zona de Novembro a Fevereiro.

AlgarveAs aves que nidificam no Algarve podem ser observadas durante todo o ano na
Ria Formosa e na reserva de Castro Marim.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites