avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Serra de Montejunto
Com os seus 666 metros de altitude máxima, a serra de Montejunto
constitui a maior elevação do distrito de Lisboa. Do seu topo alcança-se
vasto panorama, desde as Berlengas até à serra da Arrábida e para norte
até à serra da Lousã. A diversidade avifaunística e a beleza da paisagem
justificam bem uma visita a este local.
Visita:
Existem três acessos à serra: por Ota (Alenquer), pelo Cadaval e por Torres Vedras. Para uma visita matinal
recomenda-se o primeiro, uma vez que o sol estará pelas costas durante a subida.

Logo após
Abrigada, surgem alguns campos agrícolas, que são frequentados pelo trigueirão, pela
escrevedeira-de-garganta-preta, pela fuinha-dos-juncos, pela cotovia-de-poupa, pelo cartaxo-comum e pelo
pintarroxo. Na Primavera observam-se aqui o abelharuco (esta espécie é pouco frequente na Estremadura)
e a
andorinha-das-barreiras. No Inverno, podem ver-se pequenos bandos de lavercas e abibes. Uma boa
forma de explorar esta zona consiste em tomar o estradão não asfaltado com a indicaçao "Pedreira".

Voltando à estrada asfaltada, esta prossegue em direcção à serra e sobe depois por entre vales
encaixados, dominados por afloramentos calcários e pequenos bosquetes de pinheiros e eucaliptos. Se
forem feitas paragens ao longo da estrada, será possível ver e ouvir alguns passeriformes, nomeadamente
o
pisco-de-peito-ruivo, a felosa-ibérica, a estrelinha-real e o gaio. No Inverno vêem-se pequenos bandos de
fringilídeos. Com sorte, poderá ver-se algum casal de
corvos ou um gavião.

O melhor local para um passeio a pé situa-se, contudo, junto à
aldeia de Montejunto, onde existem diversos
caminhos sinalizados que permitem apreciar a tranquilidade da serra longe do ruído provocado pelos
automóveis. Nesta zona há plantações de pinheiros e castanheiros, onde é possível encontrar espécies
como a
carriça, a tordoveia, o gaio, o chapim-carvoeiro, o chapim-azul e a trepadeira-comum. As zonas
envolventes têm apenas mato pouco denso e aí podem ver-se a
felosa-do-mato e algumas perdizes.

No
alto da serra existe uma instalação militar e um emaranhado de antenas radiofónicas. A subida ao topo
justifica-se mais pelo panorama que pelas aves. O
cartaxo é geralmente a espécie mais frequente neste
local.
Melhor época: durante a Primavera, quando a maioria dos passeriformes se encontra vocalmente activa

Distrito: Lisboa
Concelhos: Alenquer e Cadaval
Onde fica: cerca de 45 km a norte de Lisboa. Pode seguir-se pela A1 até ao nó do Carregado (km 32),
tomando depois a N1 (IC2) passando por Alenquer e Ota e virando à esquerda 3 km depois de Ota pela
N1-4, na direcção de Abrigada.


Caso pretenda conhecer outros locais para observar aves nesta região, sugerimos:
A serra de Montejunto vista do lado nascente. Em primeiro plano os terrenos agricolas perto de Abrigada.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites