avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Portas de Ródão
Alguns quilómetros depois de entrar em Portugal, o Rio Tejo
depara-se com um importante acidente geológico: as Portas de
Ródão. Neste local, o rio forma um estreitamento, dando lugar a
uma impressionante garganta, a mais importante que o rio
atravessa em território português. O principal interesse ornitológico
deste local reside na sua colónia de abutres.
O característico perfil das Portas de Ródão, visto ao amanhecer a partir da ponte da estrada nacional 18
Visita:
O ponto ideal para começar a visita é junto à ponte sobre o Rio Tejo, a partir de onde se obtém uma boa
perspectiva sobre as
Portas de Ródão, impressionante acidente geológico cortado pelo rio. Esta formação
quartzítica alberga actualmente uma importante colónia de
grifo, com várias dezenas de casais e estas aves
podem ser vistas a voar, a partir do meio da manhã, ou pousadas nas fragas. No Inverno, as águas do Tejo
são frequentadas pelo
corvo-marinho-de-faces-brancas, que por vezes também pousa na porta. A base dos
rochedos, junto à via férrea, é também frequentada pela
ferreirinha-alpina.
O castelo do Rei Wamba, situado no topo da porta norte, é uma
pequena atalaia que foi recentemente objecto de obras de
recuperaçao. Este local constitui um excelente ponto de observação
de aves e da paisagem. Para chegar ao castelo, há que cruzar a
pequena passagem de nível que fica do lado norte da ponte e subir a
estrada sinuosa durante 3 km, tomando depois uma pequena estrada
à esquerda. Junto ao castelo, que foi recentemente objecto de uma
toutinegra-de-cabeça-preta, enquanto que os pinhais ao longo da
estrada que conduz ao castelo albergam
chapim-de-poupa e
chapim-carvoeiro.

Voltando à ponte do Rio Tejo e seguindo pela estrada para nordeste,
rapidamente se chega a
Vila Velha de Ródão, vila e sede de concelho.
No centro urbano é possível observar
rola-turca e alvéola-branca,
enquanto que os terrenos circundantes são frequentados por
pequenos bandos de
pegas-rabudas.
O castelo do Rei Wamba
Melhor época: todo o ano

Distritos: Castelo Branco (porta norte) e Portalegre (porta sul)
Concelhos: Vila Velha de Ródão (porta norte) e Nisa (porta sul)
Onde fica: junto ao Rio Tejo, a meio caminho entre Portalegre e Castelo Branco. A partir de Lisboa o acesso
é feito pela A23 passando por Abrantes e saindo no nó de Vila Velha de Ródão. A vila fica a poucos
quilómetros do nó de acesso. Para quem venha do Alentejo o acesso é feito por Nisa, seguindo para norte
pela N18.


Caso pretenda conhecer outros locais para observar aves nesta região, sugerimos:
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites