avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Lagoas de Quiaios (Braças, Vela e Salgueira)
Situadas um pouco a norte da Figueira da Foz, as lagoas de Quiaios são
três lagoas endorreicas, todas elas facilmente acessíveis. Rodeadas por
abundante vegetação emergente, albergam geralmente bons números
de aves aquáticas, que se deixam observar relativamente bem.
Destaca-se em particular a presença regular de diversas espécies de
patos invernantes.
Visita:
A
lagoa das Braças (também conhecida por lagoa das Três Braças) e a que se situa mais a sul,
encontrando-se envolvida por vegetação densa. O melhor local de observação situa-se do lado ocidental,
onde existe um abrigo um abrigo que permite ver a lagoa. O nivel de água na lagoa e muito variavel,
podendo chegar a secar completamente quando a precipitação escasseia. Havendo água, observam-se
geralmente alguns
patos-reais. Entre as limícolas, as espécies mais frequentes são o abibe e o
maçarico-bique-bique. Durante o Inverno, este é um local de ocorrência regular da garça-branca-grande.
A vegetação que envolve a lagoa é geralmente frequentadas por
toutinegras-de-barrete-preto e pequenos
bandos de
chapins-rabilongos. Nos pinhais circundantes ocorrem o pica-pau-malhado-grande, o
chapim-azul e o chapim-real.

A
lagoa da Vela é a maior e a mais interessante das três lagoas. Um dos melhores ponto de observação
situa-se na extremidade sul da lagoa, onde é possível observar as aves aquáticas, mantendo o sol pela
retaguarda. Neste ponto, onde existe uma zona de pique-niques, pode montar-se o telescópio e perscrutar
as margens e a zona central da lagoa, à procura das aves. No local ocorrem geralmente algumas dezenas
de
galeirões-comuns, que aqui parecem ser mais confiantes que noutros locais (possivelmente por
estarem mais habituados à presença de visitantes). No Inverno é possível observar aqui diversas espécies
de patos, nomeadamente
patos-reais, marrequinhas e patos-trombeteiros, mas já aqui foram observadas
espécies mais raras, pelo que vale a pena inspeccionar bem os bandos de patos, a fim de detectar todas as
espécies presentes.
No lado oriental da lagoa existem alguns terrenos agricolas, habitualmente frequentados pela
pega-rabuda
e, no Inverno, pela
petinha-dos-prados e por pequenos bandos de fringilídeos.

A
lagoa da Salgueira (referida nalguns mapas como lagoa da Tocha) situa-se 2 km a norte da lagoa da Vela.
Para lá chegar, basta seguir para norte pela estrada do lado ocidental da lagoa da Vela. O acesso
encontra-se sinalizado. Esta lagoa e comparativamente mais pobre que as anteriores.  refriam-se a ecies
que aqui têm sido observadas refiram-se o
mergulhão-pequeno, a marrequinha e a galinha-d'água.


Melhor época: Outubro a Maio. Devem evitar-se os fins-de-semana de Verão, dado que a lagoa é muito
procurada como área de lazer.

Distrito: Coimbra
Concelho: Figueira da Foz
Onde fica: as três lagoas situam-se cerca de 15 km a norte da Figueira da Foz, o acesso é feito seguindo
pela estrada nacional 109 na direcção de Aveiro. Ao fim de 14 km vira-se à esquerda (o acesso está
sinalizado) e prosseguindo durante mais 1 km, até chegar à zona das lagoas.


Caso pretenda conhecer outros locais para observar aves nesta região, sugerimos:
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites