avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Tordo-comum
Turdus philomelos
É o mais comum dos nossos tordos, que pode chegar a ser localmente abundante em olivais. Geralmente é
visto em fuga.
Identificação
Um pouco mais pequeno que o melro-preto, caracteriza-se pela plumagem globalmente castanha. As
partes inferiores são brancas, sarapintadas de castanho. Distingue-se da tordoveia pelo seu menor
tamanho e pela contra-asa amarela e não branca.

Abundância e calendário
Como reprodutor, o tordo-comum tem uma distribuição limitada ao norte do país, a qual tem vindo a
expandir-se para sul em anos recentes. A partir de Outubro, com a chegada de um grande número de
invernantes, a espécie pode ser vista por todo o território. É uma das espécies mais abatidas pelos
caçadores.
Onde observar

Na época de cria vê-se unicamente no norte do país, mas na época de invernada é bastante
comum no sul do país, especialmente em zonas de olival.

Entre Douro e Minhocomo nidificante ocorre na serra da Peneda; como invernante tem
uma distribuiçao mais alargada, podendo observar-se por exemplo em Guimarães.

Trás-os-Monteso parque termal de Pedras Salgadas é um dos melhores locais para
observar esta espécie durante a época de nidificação.

Beira interiorobserva-se no Tejo Internacional e na serra da Estrela fora da época de
criação.

Lisboa e vale do Tejoé comum no Outono e no Inverno na serra da Arrábida; também se
observa em Cheleiros, em Lisboa, no Parque do Tejo e nas lezírias da Ponta da Erva.

Alentejomuito comum como invernante, pode ser visto nos olivais da zona de Moura e
também em Castelo de Vide.

Algarveobserva-se regularmente na ria de Alvor, no cabo de São Vicente e no barrocal
algarvio.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites